Em Andamento

TESES

Enviesamentos de gênero em contexto de plataformização, dataficação e performatividade algorítmica – CAPES DS
Amanda Nogueira (pesquisadora responsável); André Lemos (orientador)

Resumo: Em meio a pesquisas que relacionam questão de gênero e tecnologia, diferentes discussões são colocadas em evidência. Além do debate acerca da inserção profissional de mulheres nesta área, uma discussão que tem ganhado força é sobre a performatividade dos objetos, como são constituídos, o que eles fazem fazer, suas usabilidades e, também, como re-orientam esses usos a partir da questão de gênero. A partir desta perspectiva, é objetivo desta pesquisa investigar e compreender as formas como, em contexto de plataformização, dataficação e performatividade algorítmica (PDPA), diferentes plataformas infocomunicacionais produzem enviesamentos de gênero, identificando controvérsias geradas a partir da investigação de documentos, interfaces, agências e algoritmos, tendo a Teoria Ator-Rede como referência teórico-metodológica.

“Made for any room”: Sobre as práticas cotidianas de privacidade de mediação de informações pessoais através de smart speakers
Daniel Marques (pesquisador responsável); André Lemos (orientador)

Resumo: Partindo de um entendimento de privacidade enquanto práticas contingentes a contextos sociais, técnicos, econômicos e políticos específicos, faz-se necessário lançar um olhar crítico sobre a adoção de smart speakers e sua inserção no cotidiano dos lares contemporâneos. Para além de problematizar aspectos relacionados à segurança da informação, hacking e invasões, nosso interesse de pesquisa parte para as práticas cotidianas referentes à circulação de informações pessoais e mediação do cotidiano através dos smart speakers. É com esse interesse em mente que lançamos a seguinte questão de pesquisa: Como se caracterizam as novas e/ou reformuladas práticas de privacidade produzidas pela inserção de smart speakers no processo de mediação e circulação de informações pessoais no ambiente doméstico cotidiano?  Tomamos a Teoria Ator-Rede como inspiração teórico-metodológica, partindo da necessidade de observar a distribuição de agências que atuam na composição das práticas de privacidade.

Controle de autenticidade de conteúdos nas redes – CAPES – 001
Frederico Ramos Oliveira (pesquisador responsável); André Lemos (orientador)

Resumo: O compartilhamento intencional de conteúdos apócrifos nas redes sociais de internet tem sido discutido amplamente, tanto por governos, como pela academia e outros representantes da sociedade civil. A pesquisa busca compreender a atuação associada de humanos e não humanos no controle de autenticidade de conteúdos postados no Facebook. Neste sentido, discute as relações entre essa rede social digital, agências de checagem de dados, interfaces e usuários. Objetiva, ainda, descrever procedimentos que são desenvolvidos pelos gestores das redes sociais para identificação de conteúdos que podem ser apócrifos, verificação de sua autenticidade; compreender como as agências brasileiras de checagem de dados se organizam editorialmente para atuar no controle da autenticidade de conteúdos; e compreender a relação das interfaces e usuários com a circulação de conteúdos apócrifos.

DISSERTAÇÕES

TEORIA ATOR-REDE E A GEOPOLÍTICA DAS PLATAFORMAS: Análise das controvérsias da tentativa de proibição do TikTok pelo governo dos EUA.

Walmir Estima (pesquisador responsável); André Lemos (Orientador)

Resumo: O trabalho tem como objetivo estudar as associações em jogo nas relações entre Redes Sociais e Geopolítica a partir de um estudo neomaterialista das controvérsias envolvendo a tentativa de proibição do TikTok pelo governo dos EUA. Justifica-se a investigação pelo caráter disruptivo de duas características centrais deste início de século: o retorno da tensão geopolítica entre duas potências com sistemas sociopolíticos divergentes; e o novo ecossistema midiático da internet, agora caracterizado pela plataformização crescente. Considera-se a tentativa de proibição um momento de abertura de caixa-preta: quando atores diversos se revelam e as associações aparecem. Este levantamento preliminar teve como base os estudos de André Lemos, Manuel Castells, José Van Djik, Nick Couldry entre outros. Para tanto pretendemos proceder com a cartografia das controvérsias da tentativa de proibição do TikTok pelo governo dos EUA, com fins de encontrar os mediadores humanos e não-humanos envolvidos na relação entre Redes Sociais e Geopolítica. Os actantes e associações encontrados e de interesse do campo da comunicação, serão analisados qualitativamente com apoio dos estudos de plataformização (Van Djik, Waal, Poell, 2018).

Objetos urbanos conectados e comunicacionais em espaços públicos: uma análise dos objetos no cenário Salvador Smart City
Allyneanhy Alves,
(pesquisadora responsável); André Lemos (orientador)

Resumo: O conceito de smart cities tem marcado o rumo das discussões atuais sobre seus efeitos no comportamento da sociedade e sua relação com os espaços públicos das cidades. Na visão holística do cidadão conectado e contemporâneo, as iniciativas para cidades inteligentes seguem com certas práticas realizadas através de estratégias disruptivas na comunicação entre a sociedade, o objeto/elemento e o espaço nele inserido. Assim, elementos urbanos podem agir como elo integrador entre o usuário que se comunicam entre si e com o espaço. Diante disso, a pesquisa propõe analisar objetos urbanos comunicacionais e conectados à sistemas inteligentes, que estão inseridos no espaço público contemporâneo, de modo a dialogar com as necessidades da sociedade atual e sua cultura digital. Nos espaços públicos habitados pelos cidadãos, a conectividade oferecida por tecnologias digitais no local possibilita a interação do usuário, qualificando esses espaços em cidades inteligentes. Na busca em estudar o papel desses objetos urbanos comunicacionais como contribuição ao contexto da sociedade contemporânea, será examinado sua adequação aplicada ao cenário Salvador Smart City.

O uso político de fake news sobre a problemática ambiental no governo Bolsonaro
Guilherme Reis 
(pesquisador responsável); André Lemos (orientador)

Resumo: Este projeto tem o objetivo de apresentar uma proposta de pesquisa, a ser desenvolvida ao longo de um curso de mestrado, sobre como o governo de Jair Bolsonaro se beneficia, é conivente ou até mesmo estimula a produção de fake news, disseminadas principalmente em grupos de WhatsApp favoráveis, sobre a problemática ambiental para manter seu eleitorado e seus apoiadores mobilizados e coesos. É citado aqui o exemplo das queimadas na Amazônia. Uma vez definido o conceito de fake news, descreverá onde elas partem, quem as faz e o que fazem fazer, e como o WhatsApp, com sua programação e recursos, favorece a ocorrência do fenômeno. À luz das referências, incluindo bibliografia sobre Teoria Ator-Rede (TAR), materialidade da comunicação e algoritmos, também descreverá as mediações nos agenciamentos materiais, sem os quais não se entende de forma ampla o fenômeno. Por meio de entrevistas, mostrará como reagiram e passaram a se comportar membros dos grupos de WhatsApp depois que receberam as fake news, e se compartilharam o conteúdo no aplicativo ou em outras mídias. Já em outra aferição, eles serão questionados se se lembram de terem recebido fake news sobre o tema ambiental, como descobriram que se tratava de um conteúdo falso e suas impressões e ações quando fizeram essa descoberta.

Influenciadores digitais não humanos: As novas técnicas de marketing e as fronteiras entre a realidade e a ficção
Grégori da Costa Castelhano (pesquisador responsável); Elias Bitencourt (orientador)

Resumo: A partir das dinâmicas sociais advindas do crescente processo de digitalização da sociedade capitalista, há o surgimento de novas interações entre os indivíduos e as instituições. Inovadores canais de comunicação e produção midiática, a partir de novas práticas culturais são criados, bem como novos artifícios publicitários são pensados para atender outras demandas de consumo, mediando as relações entre as empresas e os consumidores. Neste contexto, a pesquisa tem como objetivo, a análise da construção e a apresentação de uma nova ferramenta de promoção do consumo para identificar como é a sua interação com o público consumidor a partir das mídias e plataformas digitais. Tendo como finalidade compreender de forma crítica este novo fenômeno social dentro do atual momento histórico no qual estamos imersos.

A ressignificação dos espaços com Smart Cities em Salvador: Um estudo das iniciativas públicas – Núcleo de Operação Assistida (NOA), Cittamobi e Salvador Bairro a Bairro
Thalis Macedo (pesquisador responsável); André Lemos (orientador)

Resumo: A fim de modernizar a gestão e os serviços públicos, o Salvador 360, apropria-se da tecnologia da informação e comunicação, no desenvolvimento de ações que visam transformar Salvador numa smart city . Os objetos desta pesquisa focalizam no Núcleo de Operação Assistida (NOA), Salvador Bairro a Bairro e CittaMobi sob a concepção de cidade inteligente. As premissas consistem em definir o projeto da capital baiana incluindo os serviços e espaços de coparticipação via aplicativos que possibilitam as tomadas de decisões das políticas públicas baseadas em dados; e o uso de dados como forma de orientar a cidade através dos aplicativos criados e escolhidos para serem pesquisados. Para construção da metodológica, apresenta-se cinco questões estruturantes dos aplicativos apresentados. Considerando o estado da arte da literatura que aborda temas construídos para as dimensões analíticas: a) mecanismos tecnológicos para cidade inteligente; b) envolvimento populacional de participação; c) modelo socioeconômico; d) noção de espaço vinculada à mobilidade; e e) os investimentos para implementação e desenvolvimento da smart city. A pesquisa justifica-se pela importância do estudo e discussão sobre as cidades inteligentes e as formas de ampliar o acesso à informação, a rapidez do deslocamento físico, cognitivos e econômicos de um lugar para outro.